Archive for Maio, 2008

Soalho de Àgua.

Guardo este dia como se fosse um daqueles que a vida nos recorda perduramente, durante anos mais tarde, e ainda nem sequer o encarei. Fecho-o na caixa que guarda o coraçao, dentro do meu peito, onde o sentimento é mais forte, mais solto e ferveroso.

Não pelo especial, ou pelo todo que me abraçará sem o saber. Pelo que a noite me deu, pelo sonhar apaixonado de ser feliz agora, no meu presente, e no único futuro certo – e ainda assim incerto: as minhas próximas duas horas. Serão sempre elas somadas ao nanocronómetro que rege a minha vida.

Sinto-me como uma ponte especial para mim, aquela pedonal no Parque das Nações. A única que atravessa dum lado o rio, e que do outro guarda um pequeno lago a um nível bem mais baixo. E no entanto, apesar do desiquílibrio horizontal, a àgua esconde os pés que a mantém firme.

Vou contar-te um segredo. Hoje, de uma mensagem enviada aos meus amigos mais próximos, fiz uma oração. Dei por mim a rezar olhando para uma mensagem… ah! como eu queria ser solto assim, sem o peso e o encargo dos problemas que tornam o meu coração mais difícil de levitar.

Naquela ponte.

Anúncios

Maio 21, 2008 at 12:35 pm 1 comentário


Maio 2008
D S T Q Q S S
« Abr   Jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Fresco, fresquinho!

Estatísticas...

  • 6,627 + (10700, no Blogger...)